terça-feira, 21 de julho de 2015

O CANARIO COBRE



O canário cobre, tem sua origem no cruzamento de um canário melânico com o pintassilgo da Venezuela, no qual transmitiu aos seus filhotes híbridos a possibilidade de manifestar na sua plumagem o fator vermelho. É por este fato que todos os canários que exibem o lipocromo vermelho, recebem o nome de canários de fator vermelho.
A partir destes híbridos de pintassilgo da Venezuela e canário que em sucessivas gerações, fomos avançando até conseguirmos exemplares de canários completamente férteis e que exibiam a cor lipocromo vermelha.
O canário negro vermelho intenso, também chamado de canário Cobre é um canário melânico da linha negra, cujo lipocromo de fundo é o vermelho. É um dos canários de maior aceitação entre os aficionados, devido a sua coloração espetacular da sua plumagem, onde apresenta a máxima expressão da cor vermelha e a cor negra, fazendo desta variedade uma das mais criadas no grupo dos canários melânicos clássicos, sendo uma das linhas de cores mais representativas em números de competidores em concursos. 

É uma linha de canários clássicos e conhecidos por todos desde muitas décadas. Esta linha de canários se encontra em permanente evolução e sempre estão “na moda”, devido a sua beleza, na qual cativa e atrai os mais veteranos dos criadores.


COBRE INTENSO



Melaninas dos canários Cobres

A estrutura melânica de um canário cobre deve manifestar de um negro brilhante, formando um desenho na forma de estrias, que quanto mais largo e contínuas se apresentarem melhor e sem apresentar nenhuma zona de diluição. Estes desenhos estriados, devem ser obrigatório nas zonas dos flancos, algo que nem sempre é possível no que se refere a machos cobres intensos, sendo mais fácil de conseguir em machos nevados.


COBRE NEVADO




COBRE MOSAICO


As principais características de cor dos canários mosaicos são:

Nos machos – maior presença de cor (lipocromo nas seguintes regiões: máscara facial, encontros (ombros), uropígio (região próxima à cauda) e peito. 

Nas fêmeas – atuação mais reduzida da cor nas mesmas regiões do macho, sendo que a máscara facial é substituída por um leve traço de cor na altura dos olhos. 

Além dessas diferenças em relação à cor; os canários mosaicos apresentam outras características morfológicas que evidenciam a masculinidade ou a feminilidade do exemplar. 
Essas características, apesar de presentes em outras variedades, são muito mais pronunciadas nos mosaicos. Os machos mosaicos possuem peito mais amplo, cabeça maior, pescoço e bico mais forte do que das fêmeas. 

A PIGMENTAÇÃO DOS CANÁRIOS

Na busca de exemplares diferentes, por volta de 1920, um criador alemão, com o objetivo de produzir um canário vermelho, conseguiu introduzir no patrimônio genético destes, genes de um pintassilgo selvagem conhecido como Tarim da Venezuela. Esse pássaro é muito semelhante ao nosso pintassilgo, com a diferença de possuir vermelho vivo nas áreas onde o nosso é amarelo.
TARIM DA VENEZUELA


Por meio de vários cruzamentos, o homem conseguiu adicionar o fator vermelho ao patrimônio genético dos canários, abrindo com isso uma nova gama de combinações de cores, aumentando ainda mais as variedades já existentes. 

O canário cobre, é descendente do Pintassilgo da Venezuela, por tanto quanto mais próximo se encontrar as nossas gerações do nosso plantel, melhor será a transformação do carotenoide pelo organismo dos canários e conseqüentemente melhor será a sua coloração. Para pigmentar os canários de fator vermelho, devemos utilizar os carotenoides oxigenados. Existem muitos produtos para a pigmentação a venda no mercado. O Carofil, Cantaxantina, Bogena, Betacaroteno, etc. Eu utilizo o Carofil e Cantaxantina, meio a meio, na composição de 8 a 10 gramas para cada quilo de farinhada. Esta composição é fornecida aos canários até o final da muda. Quando encerra o período da muda, continuo fornecendo a 
farinhada junto com os pigmentantes, mas em doses menores e em frequências diferentes. 
Após a muda a farinhada de manutenção da cor, tem a finalidade de pigmentar algumas penas novas, já que até a face dos concursos os canários sempre perdem penas. 

Podemos também adicionar os pigmentantes naturais na farinhada como a beterraba, espinafre e pimentão vermelho,etc.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

A EXPOSIÇÃO DE CANÁRIOS DA FOB EM ITATIBA SP

ESTIVEMOS LA EM ITATIBA NA SEXTA FEIRA DIA 10 DE JULHO , DIA DA SOLTURA DOS CANÁRIOS NAS GAIOLAS DE COMPETIÇÃO E EXPOSIÇÃO

SÃO MAIS DE 36000 CANÁRIOS DE TODAS AS RAÇAS CORES E TAMANHOS. 


EU NA EXPOSIÇÃO DE CANÁRIOS DE ITATIBA SP 



 MEU AMIGO ROGÉRIO

QUE CLASSIFICOU UM CANARIO RAÇA ESPANHOLA EM 10º LUGAR  ENTRE MILHARES QUE CONCORRIAM . 

EM SUA PRIMEIRA EXPOSIÇÃO.

sábado, 27 de junho de 2015

A GRANDE EXPOSIÇÃO DE CANÁRIOS VAI COMEÇAR DIA 11 DE JULHO EM ITATIBA - SP, E  VAI ATÉ DIA 18 DE JULHO DE 2015.










O Canário Doméstico em centenas de mutações



 Este é o canário de Canto Clássico (Harzer Roller) de origem alemã.

 Este abaixo é um canário Frizado do Sul



Pelo 11º ano seguido, Itatiba se transforma na casa do canário doméstico no Brasil




O 64º Campeonato Brasileiro de Ornitologia Amadora acontece de 11 a 18 de julho, no Centro de Eventos da Federação Ornitológica do Brasil – FOB, em Itatiba, a 87 km de São Paulo.




Estarão reunidos cerca de 120 clubes ornitológicos apresentando dezoito mil canários domésticos em centenas de variações entre cor, porte e canto para concurso e rigoroso julgamento com a escolha dos melhores em seus segmentos. As aves campeãs, aquelas classificadas com 90 pontos ou mais, recebem rosetas, e seus criadores são premiados com medalhas e troféus.




O Centro de Eventos recebe além dos canários de concurso mais cerca de 20 mil aves para comercialização e troca entre os criadores amadores e público em geral. Na área comercial você encontra estandes de produtos veterinários, como rações e medicamentos, gaiolas, ninhos, poleiros e todos os apetrechos necessários ao inicio de sua criação, além de conhecer todos os lançamentos no mercado de aves pet.




Venha visitar a maior competição de canários domésticos das Américas.




O Canário Doméstico

Este é um canário amarelo intenso.



O canário doméstico, também conhecido como belga ou canário-do-reino, tem sua origem nas Ilhas Canárias, arquipélago do Atlântico pertencente à Espanha. Os canários foram levados para a Europa pelos comerciantes de especiarias e presenteados aos monarcas. A linhagem introduzida no Brasil vem de mutação ocorrida na Bélgica que se popularizou em Portugal e veio para cá pelas mãos dos colonizadores, por isso o nome belga ou do reino.

Este canário é uma mutação recente do Brasil - Canário vermelho urucum nevado.



O canário alegra e embeleza qualquer ambiente. É dócil, fácil de criar, se adapta bem a qualquer espaço, canta, tem uma enorme variedade de raças, cores e formas, é companhia e distração. A alimentação e o cuidado tem custo muito pequeno, dificilmente adoecem.

Este é um canário lizard (lagarto) cúpula partida fundo amarelo.


As espécies domésticas necessitam dos cuidados do homem para sobreviver e se reproduzir, não é capaz de viver na natureza, precisa de abrigo.


 Este é um canário gloster com topete fundo branco.


Mãos à obra


Início – comece com apenas dois casais. Se sua intenção for participar de concurso escolha aqueles que gerarão filhotes com as características ideais de cor ou porte. Procure um criador experiente para adquirir suas aves e começar a aprender.





Ambiente – o local deve ser arejado, com boa incidência de luz e protegido de frio, chuva e correntes de vento.




Gaiolas – é preciso uma gaiola para cada casal, com medidas entre 80 x 50 x 60 cm, com dois poleiros, três comedouros e um bebedouro, além do ninho, tipo cestinha e aberto.




Higiene – a limpeza deve ser diária, trocando a forração do fundo da gaiola que pode ser jornal.




Alimentação – trocar a água diariamente. Você pode enriquecê-la com vitaminas encontradas nas casas para Pets. Os alimentos devem ser frescos e variados entre sementes, rações especiais para canários como farinhadas e verduras.




Reprodução – o período entre agosto e dezembro é o melhor. Cada casal pode chocar umas duas vezes, geralmente quatro ovos por vez.





Em todo país há associações e clubes de criadores que desenvolvem a atividade como hobby.


Comece sua criação e procure o clube de sua região.






Sobre a FOB


A FOB é uma associação de clubes de aves domésticas e exóticas que agrega 4,5 mil criadores. A entidade presta orientação sobre condições adequadas para a ornitologia amadora.




Serviço:


64º Campeonato Brasileiro de Ornitologia – 2ª Etapa


De 11 a 18 de julho, de 8 as 17 horas


Aves premiadas expostas a partir de 16 de julho, às 12h


Local: Centro de Eventos da FOB


Av. Luciano Consoline, 1.500 – Rodovia do Contorno – Itatiba, SP


Estacionamento: gratuito


Alimentação: Lanchonete e restaurante no local




Contato para mais informações


Guido Nardi Neto – (11) 4524.4598/ 99170.0030





terça-feira, 9 de junho de 2015

CANARIOS A VENDA

CANARIOS MACHOS E FEMEAS PRONTOS PARA INICIAR CRIAÇÃO OU PARA CANTAR EM SUA CASA.

MACHOS POR R$ 120,00 CADA
FÊMEAS POR R$ 70,00 CADA

ABAIXO SEGUEM ALGUMAS FOTOS









segunda-feira, 25 de maio de 2015

1ª EXPOSIÇÃO DE PÁSSAROS DE JARDINÓPOLIS

   

ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE PÁSSAROS DE        JARDINÓPOLIS

  1ª EXPOSIÇÃO/2015


CLUBE FUNDADO EM JUNHO DE 2014

LOCAL DA EXPOSIÇÃO= R: AMÉRICO SALES,  990 - SALÃO  DO ASILO


                Dias 27 a 30 de maio de 2015

FOTOS DO EVENTO








CANARIO RAÇA ESPANHOLA. CLASSIFICADO






 PESSOAL QUE DIRIGE O CLUBE - da direita para a esquerda, CASSIO, ROBERTA, ISRAEL E SR. JOÃO - Pessoas boníssimas. 

PARABENIZO AOS ORGANIZADORES, JUNIOR, WAGNER E LUIZ QUE NÃO ESTÃO NA FOTO E QUE FAZEM UM TRABALHO BRILHANTE NO CLUBE.

O ENTUSIASMO DESSE PESSOAL LEVOU O CLUBE A CLASSIFICAR MUITAS AVES COM NOTA MÁXIMA, O QUE DEMONSTRA A CAPACIDADE DOS CRIADORES E A BOA VONTADE COM QUE LEVAM A SÉRIO A CRIAÇÃO. 

ESPERAMOS MAIS PARA O ANO QUE VEM. 

quarta-feira, 11 de março de 2015