terça-feira, 21 de julho de 2015

O CANARIO COBRE


O canário cobre, tem sua origem no cruzamento de um canário melânico com o pintassilgo da Venezuela, no qual transmitiu aos seus filhotes híbridos a possibilidade de manifestar na sua plumagem o fator vermelho. É por este fato que todos os canários que exibem o lipocromo vermelho, recebem o nome de canários de fator vermelho.
A partir destes híbridos de pintassilgo da Venezuela e canário que em sucessivas gerações, fomos avançando até conseguirmos exemplares de canários completamente férteis e que exibiam a cor lipocromo vermelha.
O canário negro vermelho intenso, também chamado de canário Cobre é um canário melânico da linha negra, cujo lipocromo de fundo é o vermelho. É um dos canários de maior aceitação entre os aficionados, devido a sua coloração espetacular da sua plumagem, onde apresenta a máxima expressão da cor vermelha e a cor negra, fazendo desta variedade uma das mais criadas no grupo dos canários melânicos clássicos, sendo uma das linhas de cores mais representativas em números de competidores em concursos. 

É uma linha de canários clássicos e conhecidos por todos desde muitas décadas. Esta linha de canários se encontra em permanente evolução e sempre estão “na moda”, devido a sua beleza, na qual cativa e atrai os mais veteranos dos criadores.


COBRE INTENSO



Melaninas dos canários Cobres

A estrutura melânica de um canário cobre deve manifestar de um negro brilhante, formando um desenho na forma de estrias, que quanto mais largo e contínuas se apresentarem melhor e sem apresentar nenhuma zona de diluição. Estes desenhos estriados, devem ser obrigatório nas zonas dos flancos, algo que nem sempre é possível no que se refere a machos cobres intensos, sendo mais fácil de conseguir em machos nevados.


COBRE NEVADO




COBRE MOSAICO


As principais características de cor dos canários mosaicos são:

Nos machos – maior presença de cor (lipocromo nas seguintes regiões: máscara facial, encontros (ombros), uropígio (região próxima à cauda) e peito. 

Nas fêmeas – atuação mais reduzida da cor nas mesmas regiões do macho, sendo que a máscara facial é substituída por um leve traço de cor na altura dos olhos. 

Além dessas diferenças em relação à cor; os canários mosaicos apresentam outras características morfológicas que evidenciam a masculinidade ou a feminilidade do exemplar. 
Essas características, apesar de presentes em outras variedades, são muito mais pronunciadas nos mosaicos. Os machos mosaicos possuem peito mais amplo, cabeça maior, pescoço e bico mais forte do que das fêmeas. 

A PIGMENTAÇÃO DOS CANÁRIOS

Na busca de exemplares diferentes, por volta de 1920, um criador alemão, com o objetivo de produzir um canário vermelho, conseguiu introduzir no patrimônio genético destes, genes de um pintassilgo selvagem conhecido como Tarim da Venezuela. Esse pássaro é muito semelhante ao nosso pintassilgo, com a diferença de possuir vermelho vivo nas áreas onde o nosso é amarelo.
TARIM DA VENEZUELA


Por meio de vários cruzamentos, o homem conseguiu adicionar o fator vermelho ao patrimônio genético dos canários, abrindo com isso uma nova gama de combinações de cores, aumentando ainda mais as variedades já existentes. 

O canário cobre, é descendente do Pintassilgo da Venezuela, por tanto quanto mais próximo se encontrar as nossas gerações do nosso plantel, melhor será a transformação do carotenoide pelo organismo dos canários e conseqüentemente melhor será a sua coloração. Para pigmentar os canários de fator vermelho, devemos utilizar os carotenoides oxigenados. Existem muitos produtos para a pigmentação a venda no mercado. O Carofil, Cantaxantina, Bogena, Betacaroteno, etc. Eu utilizo o Carofil e Cantaxantina, meio a meio, na composição de 8 a 10 gramas para cada quilo de farinhada. Esta composição é fornecida aos canários até o final da muda. Quando encerra o período da muda, continuo fornecendo a 
farinhada junto com os pigmentantes, mas em doses menores e em frequências diferentes. 
Após a muda a farinhada de manutenção da cor, tem a finalidade de pigmentar algumas penas novas, já que até a face dos concursos os canários sempre perdem penas. 

Podemos também adicionar os pigmentantes naturais na farinhada como a beterraba, espinafre e pimentão vermelho,etc.

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado por acessar o blog. estou a disposição para qualquer dúvida.

      Excluir
  2. Bom dia estou lendo o seu artigo para entender um pouco mais sobre fator,crio vermelho intenso aqui no sul de Santa Catarina Brasil. Agradeço a matéria um dia quero criar o cobre intenso. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, os cobre são cativantes, porém te antecipo que não se cria cobre intenso porque eles nascem, tanto intensos como nevados, e tem um detalhe, quando se acasala os cobres, tem que ser um nevado e um intenso. Não é aconselhável cruzar intenso com intenso devido a problemas de penas e redução do tamanho das crias. Então, o padrão é cruzar intenso com nevado, sempre. Boas crias.

      Excluir
  3. Bom dia o que eu gostaria de saber é que cor que a canaria deve ser branca ou salsa amigo grato

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, os canários cobre não devem ser acasalados com outras cores. O canário que você chama de SALSA, na verdade é o canário verde. Não podemos acasalar canários com fator vermelho com canários sem fator. Para que você crie canários cobre, o critério é o seguinte: SEMPRE ACASALAR MACHO COBRE COM FÊMEA COBRE, E, QUANDO O MACHO FOR INTENSO A FÊMEA DEVERÁ SER NEVADA E VICE-VERSA. QUANTO AO CANÁRIO COBRE MOSAICO, ESSE PODERÁ SER ACASALADO COM FÊMEA NEVADA OU COM FÊMEA MOSAICO. AS FOTOS ACIMA SÃO APRESENTADOS OS CANÁRIOS MACHOS, POREM PARA OS INTENSOS E OS NEVADOS, AS FÊMEAS SÃO IGUAIS AOS MACHOS. QUANTO AO MOSAICO, OS MACHOS TEM MARCAÇÃO NAS ASAS, NO UROPIGIO E NA FACE, ENQUANTO AS FÊMEAS APRESENTAM APENAS MARCAÇÃO NO OLHO E NO UROPIGIO.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia! Primeiro parabenizo a voce pelo material oferecido.muito esclarecedor. Adquiri meu primeiro tarim, ai vem a pergunta... pretendo tirar um pintagol bem proximo ao tarim em termos de cores. Devo acasalar com uma canaria cobre intenso ou nevada para ter as cores bem intensa? Teria alguma sugestao do melhor cruzamento para tarim. Grato

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, tenho um canário cobre mosaico, quais linhagens de fêmeas devo utilizar?

    ResponderExcluir